;

Teve o cartão clonado? Saiba o que fazer e como se proteger!

Teve o cartão clonado? Saiba o que fazer e como se proteger!

Ter o cartão clonado, normalmente, significa encarar compras e movimentações feitas por criminosos em seu nome. Se você não tomar as medidas adequadas, corre o risco de arcar com os prejuízos. Por isso, é fundamental saber como agir para cuidar do seu dinheiro.

Pensando nisso, veja dicas indispensáveis para quem teve o cartão clonado ou deseja evitar o cenário.

De quais formas o cartão pode ser clonado?

Seu cartão não precisa ser furtado para que seja clonado. Hoje, os criminosos utilizam diversos recursos para terem acesso às informações de interesse. Para saber onde se proteger, veja quais são as principais maneiras de clonagem.

Compras on-line

As compras on-line são um prato cheio para a clonagem de cartões. Um site que é invadido por hackers ou um endereço falso podem resultar no uso dos dados para a realização de compras e outras fraudes.

Máquinas de pagamento

As famosas maquininhas de cartão de crédito também podem ser adulteradas por vendedores com a intenção de clonar o cartão. Se o seu cartão não tiver chip, é mais fácil clonar as informações, então é preciso ter cuidado e ficar atento durante a transação.

Leitores adulterados

Algumas quadrilhas adulteram até mesmo os caixas eletrônicos. Os golpistas instalam um leitor falso, cuja fachada da máquina é semelhante à original. Antes de inserir seu cartão, procure alguma diferença ou ponto de atenção para evitar riscos.

Como saber se o cartão foi clonado?

O principal indício de cartão clonado é o surgimento de cobranças que não são reconhecidas. É o que acontece quando você recebe um SMS de confirmação de pagamento, sendo que não estava comprando nada. Ou quando analisa a fatura e vê uma prestação de algo que não comprou.

Qualquer comportamento atípico já indica que algo está errado. Por isso, é preciso ficar de olho nos sinais para impedir que ocorram danos maiores.

Meu cartão foi clonado. O que fazer?

Identificou que ocorreu a clonagem? É necessário agir rapidamente, logo após as suas suspeitas. O primeiro passo é ligar para a operadora do cartão ou acessar o internet banking, se for o caso. Faça a solicitação para bloquear o cartão imediatamente e evitar novas transações.

Como forma de comprovação, é interessante fazer um boletim de ocorrência. Guarde o número do BO e o protocolo de cancelamento para comprovar a questão para a operadora, caso isso seja exigido.

Cuidados com o cartão

Para evitar dores de cabeça, é necessário se prevenir e ter mais atenção com a segurança. A seguir, confira dicas essenciais para começar a colocar em prática.

Compras on-line: verifique a segurança do site

Antes de inserir as informações do cartão de crédito em um site, confira a segurança. Veja se ele tem certificado digital, os selos de auditoria e segurança. Se tiver qualquer dúvida quanto à proteção, não faça a compra com esse meio de pagamento.

E-mails e SMS suspeitos

Muitos golpistas usam a técnica conhecida como “phishing”, que consiste em enviar links falsos para coletar dados. Em outros casos, existe a instalação de arquivos maliciosos que são capazes de captar a sua senha. Por isso, tenha cuidado com e-mails e SMS suspeitos. Sempre confira o remetente e desconfie de mensagens incríveis, como ofertas ou prêmios.

Guarde bem seu cartão

Nunca se sabe onde pode estar a próxima pessoa mal-intencionada, certo? Para evitar ter o cartão clonado, ele deve ficar bem guardado. O acesso a ele tem que ser destinado apenas a você e pessoas de sua confiança.

Acompanhe o extrato

Quanto mais cedo ocorrer a identificação de que o cartão foi clonado, melhor. Por isso, é indispensável verificar constantemente a sua fatura. Confira todos os lançamentos e veja se existe algum valor que você não reconhece. Em caso afirmativo, é preciso entrar em contato com a operadora.

Nunca compartilhe suas informações

Em muitos casos, o cartão físico nem sequer é necessário. Basta que dados como número do cartão de crédito, código de segurança e validade estejam disponíveis para que ocorra a clonagem. Por isso, nunca compartilhe esse tipo de informação — especialmente nas redes sociais.

É mais seguro optar pelo boleto?

Na verdade, não. Muita gente acha que a solução para evitar o cartão clonado é sempre recorre ao boleto. No entanto, essa guia de pagamento pode ser falsa, e, se você pagar, não terá a quem recorrer.

Com o cartão de crédito, você tem o apoio da operadora e do banco emissor, se for o caso. O melhor é tomar os cuidados exigidos para que a situação não aconteça.

O cartão clonado é um problema que exige bastante atenção, já que pode causar graves prejuízos. Com os cuidados certos e as medidas necessárias, caso a situação se concretize, você estará protegido.