;

Cartão corporativo: tudo o que você precisa saber sobre esse cartão

Cartão corporativo: tudo o que você precisa saber sobre esse cartão

O uso do cartão de crédito não tem que se limitar à modalidade pessoal. Também é possível adotar esse recurso para empresas, o que acontece por meio do cartão corporativo. Graças a ele, o negócio tem mais controle e aproveita outras vantagens.

Ao mesmo tempo, a utilização precisa ser adequada e monitorada continuamente. Para saber se essa é a solução ideal para a sua realidade, veja tudo sobre a alternativa!

O que é um cartão corporativo?

O cartão corporativo é usado exclusivamente por empresas, que permitem o seu uso por parte dos funcionários (ou por todos eles). O objetivo é custear as despesas ligadas ao dia a dia profissional, com a facilidade de um cartão de crédito.

Os gastos, normalmente, são pagos pelo negócio e o cartão pode ser individual ou centralizado. No segundo caso, todos compartilham o mesmo limite e a fatura é única.

Qual a diferença para um cartão empresarial?

Na prática, os objetivos de um cartão corporativo e da versão empresarial são iguais. A diferença está relacionada ao volume de faturamento. Em geral, o modelo corporativo é indicado para organizações com uma receita mensal maior, enquanto o outro é ideal para pequenos e médios negócios.

O que pode ser custeado por um cartão corporativo?

No geral, esse cartão envolve as despesas que tenham a ver com a realização de um trabalho — normalmente, fora da empresa. Entre os gastos mais comuns, estão:

●     Passagens de avião;

●     hospedagens;

●     restaurantes (como em jantares com clientes);

●     serviços de deslocamento (como táxi corporativo) e assim por diante.

Quais são as vantagens de optar por um cartão corporativo?

Adotar essa solução de pagamento auxilia, principalmente, com os aspectos operacionais do negócio. A seguir, entenda quais são alguns benefícios dessa escolha!

Organização e Planejamento Financeiro

Criar uma política de reembolso nem sempre é eficiente, produtivo ou barato. A necessidade de receber, analisar recebidos e liberar recursos consome muito tempo e tem chances de erros. Com o cartão corporativo, tudo é registrado automaticamente e ocorre mais organização e planejamento das finanças.

Controle do fluxo de caixa

Além disso, é uma solução para melhorar a elaboração e a avaliação do fluxo de caixa. Os registros padronizados favorecem a automação e diminuem erros. Também é viável criar uma política efetiva e evitar saídas que não tenham a ver com o negócio.

Segurança

Inclusive, o uso do cartão corporativo ajuda a proteger a empresa e seus recursos. É possível prevenir fraudes e recibos que não correspondem à realidade, por exemplo. Como consequência, é mais fácil garantir que o uso dos valores seja legítimo.

Como melhor aproveitar esse cartão?

A utilização de acordo com boas práticas potencializa os impactos positivos dessa solução. Pensando nisso, veja dicas para aproveitar o cartão corporativo ao máximo.

Defina quem usará o cartão

Primeiramente, é preciso estabelecer quem são os colaboradores que utilizarão esses recursos. É comum decidir que somente os ocupantes de cargos-chave ou de equipes externas tenham acesso ao cartão de crédito corporativo.

Tenha claro o que deve ser gasto nesse cartão

Também é importante criar uma política de custos e determinar quais são as despesas permitidas. O ideal é especificar que apenas valores estritamente relacionados ao trabalho e à atividade profissional devem ser pagos com o cartão.

Estabeleça um teto de gastos mensais

Mesmo com essas regras, é necessário definir um limite para as despesas. Somente assim a empresa consegue ter previsibilidade sobre os gastos, o que melhora a organização financeira e evita desperdícios.

Monitore continuamente as movimentações

Com o cartão em uso, é fundamental monitorar as movimentações. Se algum valor gerar dúvidas, é possível questionar seu responsável. No caso de identificação de descumprimento, aplicam-se as condições, como o reembolso por parte do colaborador.

O que considerar na escolha do cartão?

Além de tudo, é indispensável selecionar um bom cartão corporativo, o qual deve ser capaz de atender às necessidades da empresa. Na sequência, confira quais fatores são mais importantes.

Taxas e Tarifas

Comece identificando quais são os gastos associados e que vão além das transações mensais. Entre as tarifas, estão:

●     Custo de emissão de cartão;

●     custo de solicitação da 2ª via;

●     taxa de anuidade;

●     taxas de juros e multas em caso de atraso;

●     impostos sobre operações, e assim por diante.

Bandeira

Também é importante escolher uma bandeira de ampla aceitação e que ofereça segurança e boa experiência. Entre as opções de cartão corporativo, temos:

●     Mastercard;

●     American Express;

●     Visa;

●     Santander e outros.

Pré ou Pós-Pago?

Em relação à forma de pagamento, o cartão pode ser pré ou pós-pago. No primeiro caso, a empresa faz uma “recarga” e o cartão só pode ser usado até o valor estipulado. No modelo pós-pago, o pagamento é feito após os gastos mensais, o que oferece liberdade, mas pode prejudicar o controle.

Território de validade

Dependendo do caso, o cartão corporativo também deve ter validade internacional. Com isso, é preciso verificar a demanda em relação ao território de uso.

Como solicitar um cartão corporativo?

Depois de escolher o cartão adequado para as demandas, é necessário entrar em contato com a operadora desejada. A solicitação exige o envio de documentos referentes à empresa e até sobre o crédito disponível.

Com a aprovação, é preciso definir as características específicas junto à responsável, como limites, formas de utilização e meios de controle. Com tudo resolvido, é só criar a política de uso para os colaboradores.

O cartão corporativo aumenta o controle financeiro e ajuda a melhorar o equilíbrio do fluxo de caixa. Com o tipo ideal e o uso adequado, essa solução pode ajudar a empresa a ter sucesso. 

Agora que você conheceu o cartão corporativo, que tal encontrar o melhor cartão para você em nosso blog?