;

Tudo o que você precisa saber sobre NFC

Tudo o que você precisa saber sobre NFC

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar ou até mesmo já viu a sigla NFC (Comunicação por Campo de Proximidade) em seu smartphone. Caso você queira saber como essa tecnologia funciona e como ela pode ser usada no dia a dia, está no lugar certo!

Nesse texto, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre a tecnologia NFC, de forma simples e objetiva. Desse modo,  pode usar a tecnologia em seu celular para realizar transações diárias com mais segurança.

O que é NFC?

O padrão NFC  está presente na maioria dos modelos de smartphone. Ele permite a  troca de dados sem fio entre os celulares, tablets e outros dispositivos a partir da aproximação entre os aparelhos.

A tecnologia pode servir para que os dados sejam compartilhados com mais segurança e  também pode ser útil para realizar transações financeiras.

O padrão se consolidou em 2004, com a atualização do sistema de comunicação RFID (Identificação por Radiofrequência), que permite a troca de informações em grandes distâncias. Porém, esse compartilhamento não oferece segurança alguma e, desta forma, prejudica a integridade do sistema.

Portanto, para melhorar o desempenho da comunicação e a segurança dos dados, essa troca foi limitada a uma distância de 10 centímetros. Foi com essa limitação que surgiu o novo padrão, o NFC.

Para manter essa tecnologia cada vez mais eficaz, foi criado o NFC Fórum, composto por algumas empresas bem conhecidas, como:

  • Google e Intel, nas áreas de tecnologia e internet;
  • Mastercard, Visa e American Express, em finanças.
  • LG, Nokia, Samsung, Sony Ericsson e Toshiba, na fabricação de aparelhos.

Como usar o NFC para pagamentos?

Os celulares que possuem conexão NFC podem realizar pagamentos de contas ou faturas de cartão de crédito conectados a uma máquina ou por meio de leitura de código de barras. Isso substitui o modelo tradicional de pagamento e, por consequência, o uso do cartão de crédito físico.

Outras formas de usar o padrão NFC podem ser percebidas já há algum tempo em grandes cidades do mundo. 

Em São Paulo, por exemplo, é possível usar essa tecnologia para recarregar o cartão de transporte público. A ferramenta permite que você dispense as formas de pagamento tradicionais e deixe de ir a um guichê para recarregar o bilhete o, por exemplo.

Os Estados Unidos e o Japão foram os primeiros a adotar a tecnologia NFC para fazer pagamentos de bilhetes e ingressos para eventos. 

Em Tóquio, o usuário de transporte público pode fazer o pagamento da passagem encostando o celular na catraca. Com a aproximação, o valor da viagem é debitado automaticamente da conta bancária do usuário.

Como usar o NFC para compartilhar documentos?

Apesar de novo, o NFC é considerado bastante seguro. Sendo assim, arquivos e documentos passaram a ser compartilhados por meio  da tecnologia. Abaixo,separamos alguns exemplos:

Trocar fotos

As possibilidades de trocas são inúmeras. Por exemplo, um simples envio de fotos por e-mail, caso seu amigo esteja próximo, não precisa mais acontecer. Basta você habilitar a função e aproximar os aparelhos.

Após a aproximação, seu dispositivo irá vibrar e aparecerá a mensagem “toque para enviar”. É simples, apenas clique e envie quantas fotos desejar.

Ouvir música

Se você tiver um aparelho de som com chip NFC, basta aproximar o celular, que o equipamento vai reproduzir o áudio do smartphone.

Obter informações de museus e eventos culturais

 Também é possível usar o dispositivo quando estiver em um museu. Ao aproximar o celular de algum receptor, você pode obter mais informações referente às obras de arte em exposição.

Obter descontos por meio de campanhas publicitárias

Muitas empresas também estão usando essa tecnologia em campanhas publicitárias. Por exemplo, enquanto você espera o ônibus, pode  aproximar o smartphone de um cartaz publicitário para obter descontos na loja anunciante.

Em um futuro próximo, o NFC deve se estabelecer como  substituto de carteiras, pois a ideia é melhorar cada vez mais a experiência do usuário. Se você já pode compartilhar dados e fazer compras diretamente de seus aparelhos móveis, imagine daqui alguns anos?

A segurança do NFC

Como dissemos, o NFC uma das maneiras mais seguras de compartilhar documentos. Com o aprimoramento da tecnologia, a transmissão de forma segura e correta pode ocorrer de dois modos: ativamente e passivamente.

Segurança no modo ativo

Em modo ativo, ambos os dispositivos geram o sinal NFC. Além disso, eles devem estar próximos, tornando mais segura a transação.  Esse formato pode ser utilizado em um sistema de pagamentos entre o caixa da loja e seu smartphone, por exemplo.

Segurança no modo passivo

Neste modo, apenas um dos dispositivos gera o sinal para obter a conexão. O outro aparelho é apenas alimentado. Com isso, é possível colocar padrões NFC em itens que não recebem alimentação elétrica direta, como:

  • Cartões;
  • Embalagens;
  • Cartazes (em casos de publicidade).

O fato de o dispositivo tecnológico ser usado a uma distância de 10 centímetros por si só já é uma forma de segurança. Mas e se o usuário perder o seu aparelho?

Para lidar com isso, uma das armas de segurança da tecnologia é o protocolo SWP (Single Wire Protocol; Protocolo de Fio Único). Trata-se de um padrão de comunicação seguro entre o chip do celular e o chip NFC do aparelho.

Na prática, no Brasil é permitido que apenas compras no valor de até R$ 50 possam ser realizadas por aproximação sem o uso da senha do cartão. No caso de celulares, é impossível fazer qualquer transação sem desbloquear o celular, ampliando a segurança no uso da tecnologia.

Com a Cartões.com.br, você tem acesso a conteúdos exclusivos sobre a tecnologia e seu avanço em relação a pagamentos. Confira mais conteúdos em nosso site, clicando aqui!