;

É viável fornecer cartões vale-alimentação aos funcionários?

É viável fornecer cartões vale-alimentação aos funcionários?

Os cartões de vale-alimentação compõem um benefício trabalhista importante, concedido aos colaboradores em valores variáveis. Eles são recarregados mensalmente, de modo que os profissionais possam comprar diversos produtos do gênero alimentício.

Como não é obrigatório por lei, cada empresa pode definir se deseja ou não oferecê-lo. Para esclarecer suas dúvidas, confira se esses cartões são interessantes e entenda como adotá-los corretamente.

Qual é a diferença entre vale-alimentação e vale-refeição?

Embora pareçam semelhantes, o vale-alimentação e o vale-refeição são diferentes. O primeiro é disponibilizado para a compra de produtos alimentícios, como itens da cesta básica, nos supermercados e em empresas do tipo.

Já o vale-refeição é usado no pagamento de pratos executivos ou self-service, marmitas e outras preparações em restaurantes e lanchonetes.

De forma simples, é como se o vale-alimentação fosse utilizado por toda a família e o vale-refeição apenas pelo colaborador.

O que é mais viável: cartão ou vale em dinheiro?

Por lei, pagar o vale-alimentação em dinheiro fará com que o valor seja integralizado ao salário. Se um colaborador recebe R$ 2 mil e o vale é de R$ 500, pago em dinheiro, o salário considerado passa a ser de R$ 2,5 mil. Como consequência, a incidência de impostos é maior e a contratação sai mais cara.

Já os cartões de vale-alimentação têm legislação própria e trazem benefícios fiscais, quando associados ao programa criado por lei. Portanto, o ideal é recorrer à solução em cartão.

Como escolher o melhor fornecedor?

Para oferecer cartões de vale-alimentação com segurança, o ideal é contar com uma empresa especializada no assunto. Entre tantas opções, a seleção do fornecedor adequado envolve alguns passos. Veja quais são.

Cadastro no PAT

O Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) foi instituído pela Lei nº 6.321/1976 e é voltado para empresas que desejam disponibilizar alimentação no local de trabalho ou benefícios relacionados.

O cadastro não é obrigatório, mas ajuda a fornecer vale-alimentação para os funcionários, já que concede descontos sobre os impostos pagos. Então, é essencial que o fornecedor possa atuar segundo essas regras.

Determine as condições financeiras

Na hora de escolher o valor do benefício concedido, é preciso ponderar o gasto médio com alimentação na região de trabalho, por exemplo. Ao mesmo tempo, é necessário avaliar quais são as possibilidades para o negócio.

A partir disso, é possível definir o valor ideal de recarga, que deve ser equivalente aos trabalhadores de mesmo nível.

Fique atento às taxas

Também é preciso considerar as taxas envolvidas. Alguns fornecedores cobram pela emissão dos cartões, e outros não. Também pode haver cobrança sobre o valor a ser recarregado, o que aumenta as despesas.

Avalie tudo isso para ter total visibilidade sobre os custos e, assim, definir a melhor maneira de agir.

Conheça as obrigações dessa medida

Para completar, é essencial entender o que é obrigatório. A adesão ao PAT permite que os valores concedidos não sofram incidência de FGTS e INSS. No entanto, não podem ser incorporados ao salário. O desconto permitido dos rendimentos do trabalhador é de até 20%, desde que esteja previsto no contrato de trabalho.

Além disso, o cadastro e a distribuição devem ser feitos adequadamente, já que essas informações serão enviadas em declarações para o governo.

Os principais fornecedores e suas características

Todos esses cuidados devem estar associados à escolha de boas empresas fornecedoras de cartões vale-alimentação. A seguir, conheça as principais opções.

Ticket

A Ticket é uma das principais do ramo, e frequentemente o seu nome é usado como sinônimo de vale-alimentação. Conta com ampla aceitação no mercado, oferece descontos em farmácias e ainda garante agilidade no fornecimento do cartão para recém-contratados.

Sodexo

A Sodexo é outra marca famosa desse tipo de benefício e conta com uma rede ampla. Além de ser utilizado nos restaurantes e lanchonetes, o cartão pode ser aplicado para aproveitar ofertas de varejo específicas.

VR Benefícios

Igualmente conhecida, a VR Benefícios disponibiliza condições exclusivas de lazer e compras, além de garantir que o cartão seja usado em todo o país. Seu grande diferencial é a rapidez para creditação da recarga após o pagamento.

Os cartões de vale-alimentação compõem um benefício importante e bem avaliado pelos colaboradores. Com a escolha de um bom fornecedor e o cumprimento de todas as regras, a empresa poderá colher vantagens com a decisão.

Já que o gênero alimentício faz parte do assunto, confira tudo sobre o cartão Carrefour.