;

Chave de segurança: o que é, como funciona e como ativar?

Chave de segurança: o que é, como funciona e como ativar?

Se podemos considerar que a palavra ‘chave’ diz respeito a um instrumento que abre algo, o que significa uma chave de segurança no setor bancário? É possível considerar a mesma compreensão, mas pense que agora falamos de uma ferramenta eletrônica.

Entenda agora mesmo como funciona uma chave de segurança e quais os tipos existentes. Confira!

O que é chave de segurança?

A chave de segurança é um mecanismo que bancos e instituições criaram para dar mais garantia a quem é cliente e usa serviços de contas bancárias, cartões, entre outros.

Cada lugar tem suas especificações, mas normalmente uma chave de segurança é formada por senha ou conjunto numérico que permite acessar aos serviços do banco em outros estabelecimentos além da própria instituição, como por meio da internet.

Ou seja, com a chave de segurança o cliente possui mais garantia ao acessar sua conta em plataformas online, aplicativos do banco, caixas de atendimento eletrônico e internet banking.

No entanto, atualmente há mais de uma possibilidade de chave de segurança disponibilizada com o mesmo propósito: garantir e facilitar as transações diárias.

Continue lendo e conheça os tipos de chave de segurança!

Quais são os tipos de chaves?

Antes de tudo, é importante saber que o tipo de chave varia entre cada instituição bancária.

Dito isso, há algumas alternativas que podem estar disponíveis no seu banco, sendo necessário verificar. São elas:

  • Senha de 4 dígitos

A senha de 4 dígitos também é um tipo de chave de segurança, na qual é você quem escolhe a combinação numérica que será usada.

  • Cartão chave de segurança

Há alguns bancos que disponibilizam a chave de segurança em forma de cartão. Este, por sua vez, possui várias combinações numéricas em linhas separadas e numeradas. Ao realizar transações, você precisa estar sempre com o cartão em mãos e digitar o código de acordo com as especificações pedidas.

  • Chave de segurança no celular

Esta modalidade é quando o banco disponibiliza um código de validação aleatório e que pode ser temporário. Alguns bancos indicam o código na própria tela do celular na hora da transação por aplicativo, como o Banco Bradesco, enquanto outros podem enviá-lo por SMS, como o Banco do Brasil.

  • Chave de segurança por frase

Esta é a funcionalidade na qual uma senha é gerada e escolhida pelo próprio cliente, só que por meio de uma frase e não combinação numérica. Neste caso, poderá haver limitações relacionadas ao tamanho, como no caso do Banco Bradesco, que limita a um mínimo de 12 e máximo 40 caracteres.

Há também uma outra possibilidade de chave de segurança, que é o token, mas desta falaremos abaixo. Confira!

Qual a diferença entre chave de segurança e token?

Muitos podem ter dúvidas quanto ao token, afinal ele é chave de segurança, senha ou o quê?

O token é um mecanismo de segurança que gera senhas para que transações bancárias sejam feitas com garantia, evitando fraudes. Esta modalidade cria combinações que são descartadas após certo período, o que garante ainda mais a proteção dos dados do cliente.

Desse modo, o token também é considerado uma chave de segurança, afinal é um sistema que disponibiliza senhas de uso único para o acesso a contas bancárias. Atualmente, este mecanismo está sendo adotado por vários bancos, pois ele conta com um milhão de combinações diferentes.

A diferença entre o token e a chave de segurança é que o token é um dos tipos de chave, mas ambos possuem o mesmo objetivo, que é o de garantir maior proteção aos clientes nas transações bancárias, gerando códigos de validação.

Como ativar a chave de segurança?

Para ativar uma chave de segurança, é necessário que você verifique com o seu banco quais as opções disponíveis. Normalmente, apenas uma opção será oferecida, então se você usa, por exemplo, a chave de segurança em formato de cartão, esta será substituída por outra.

Por isso, é importante conversar com o gerente do banco, de modo que você possa buscar a melhor opção para o seu caso. Lembrando que também há opções para pessoas com deficiência auditiva, por exemplo.

Uma opção é averiguar nas máquinas de autoatendimento o menu ‘Segurança’, no qual poderão constar as alternativas disponíveis para cadastro. A chave de segurança por frase costuma ser gerada pelo próprio cliente no autoatendimento, enquanto outras exigem a ida até uma agência, como o token.

Quais as vantagens de usar a chave de segurança?

Usar uma chave de segurança, além da senha padrão solicitada pelos bancos, é uma garantia a mais nas suas transações bancárias fora dos terminais do banco, como no caso de transações pela internet.

Com a tecnologia cada vez mais avançada e em uso, é comum que haja mais possibilidades de fraudes, já que as opções de acesso às contas bancárias, por exemplo, aumentaram.

Com isso, ativar uma chave de segurança é muito importante e vantajoso como proteção extra, pois, dessa forma, você pode ter acesso aos dados, extratos, saldos e realizar transações de forma fácil e sem precisar sair de casa, tudo com segurança.

Normalmente, os bancos já exigem o uso da chave de segurança para quem deseja ter acesso aos aplicativos e internet banking, mas caso você ainda não tenha ativado, vale a pena considerar a possibilidade, pois não há nada a perder.

E então, conseguiu entender como funciona e qual a importância da chave de segurança? A Cartões está sempre gerando os melhores conteúdos para você, consumidor e usuário de cartão de crédito.

A propósito, você já conhece outros conteúdos do site? Saiba tudo sobre vários tipos de cartões de crédito e aprenda a escolher a melhor opção para você!